Mudas de Mogno Africano

O Mogno Africano é hoje uma das principais madeiras nobres cultivada no Brasil, se tornou importante pelo seu alto valor econômico.
Qual o tempo de cultivo?
Sobre período de corte do mogno africano pode-se considerar muito variável. Grande parte dessa decisão é influenciada pela espécie plantada, seu espaçamento e o objetivo da floresta. Em plantios mais adensados com espaçamentos à 3X2m faz-se a primeira desbrota aos 6 anos em cerca de 70% da população destinando a madeira para tratamento roliço, postes e mourões além de cerca de 20% da madeira retirada neste momento são fornecidas para serraria. Posteriormente, entre 12 a 15 anos faz-se o abate do restante da floresta destinando-as para serraria e outros usos mais nobres. Já em plantios mais espaçados como 4x4m, 5x5m tem-se o corte final com cerca de 15 a 18 anos.
Quais os tipos de mudas?
A Plante Roots Reflorestadora comercializa mudas de Mogno africano Khaya ivorensis e Khaya senegalensis, advindas de material seminal e a partir do ano de 2013 a empresa investiu em produção de mudas clonais. O comportamento dessas espécies difere vários aspectos. O Khaya senegalensis, libera galhos na fase jovem e é recomendado para solos mais arenosos e locais com baixos índices pluviométricos. O Khaya ivorensis libera a maioria dos seus galhos apenas na fase adulta além de ser recomendado para solos argilosos e locais com alta incidência de chuva.
Sobre o mogno africano
O Mogno Africano é uma espécie nobre de madeira originária da África e que por ser uma árvore de clima tropical úmido ou subtropical se adapta perfeitamente às terras brasileiras. As mudas de mogno africano possuem uma grande utilização na fabricação de movelaria fina, embarcações, pisos laminados, tratamento roliço, postes e mourões devido sua estabilidade, duração e qualidade. O mogno africano no Brasil não sofre com a broca das ponteiras, uma mariposa que ataca o mogno brasileiro e que, até hoje, torna inviável o seu cultivo comercial.
Lucratividade
As mudas de mogno africano requerem mais cuidado ao longo da implantação porém o plantio de espécies florestais destinadas a movelaria fina se torna muito mais rentável. Por ser uma madeira de excelente qualidade, o rendimento líquido de 1 hectare de mogno africano é de cerca de R$ 35.000,00/ha/ano. Hoje o ILPF (Integração Lavoura Pecuária Floresta) tem sido utilizado como uma fonte alternativa para a diversificação da produção e grande tempo de retorno. A Plante Roots Reflorestadora possui uma fazenda modelo em nossa matriz situada em Inhumas-GO em que se trabalhou como sistemas silviagrícolas nos três primeiros anos de uso da terra utilizando o consórcio do Mogno Africano com espécies agrícolas (mandioca, milho, soja, entre outros) e a partir do quarto ano, a utilização do sistema silvipastoril. Para conhecer nossa fazenda veja as fotos ou agende uma visita no link abaixo.
Clique aqui
INICIE SEUS LUCROS, SOLICITE UMA PROPOSTA
Plante Roots Viveiro Ambiental, produzir e plantar mudas florestais de elevado padrão de qualidade, contribuindo para a preservação do meio ambiente.