Mudas de Seringueira (UND)



O cenário das mudas de Seringueira é muito favorável para a sua produção pois o consumo de borracha vem crescendo em todo mundo. O Brasil, apesar da produção doméstica, ainda importa em torno de dois terços do seu consumo. Entretanto, existem perspectivas favoráveis ao incremento da produção de borracha natural e de látex no Brasil.

As mudas de seringueira, cujo nome científico é Hevea brasiliensis, é uma árvore de porte ereto, podendo atingir 30m de altura total sob condições favoráveis, iniciando aos 4 anos a produção de sementes, e aos 6 -7 anos (quando propagada por enxertia) a produção de látex (borracha).

É uma planta de ciclo perene, de origem tropical, cultivada e utilizada de modo extrativo, com a finalidade de produção de borracha natural. A partir da saída de seu habitat passou a ser cultivada em grandes monocultivos.

CLONE RRIM 600 Graças ao melhoramento genético, aliado a tecnologia de sangria, temos propriedades que estão produzindo em torno de 1.800 a 2.200 kg de borracha seca/ha. Um dos clones de alta performance e o RRIM 600, clone secundário desenvolvido pelo Rubber Research Institute of Malaysia - RRIM, cujos parentais são os clones primários Tjir 1 e PB 86.

Este clone possui árvores altas, com caule vertical e de rápido crescimento quando jovem, tendo como uma das principais características a excelente padronização. Sendo assim, um clone que já tem mais de dez anos sendo plantado e que continua com bons resultados de crescimento e produtividade é o RRIM 600, um clone desenvolvido na Malásia e muito plantado em todo o mundo e que é o principal no Estado de Goiás.

Estima-se um investimento inicial no ano 0 de R$ 7.230,00, que inclui: Planejamento, preparo de solo e plantio. Do ano 1 ao ano 8 estima-se uma despesa de R$ 6.150,00 com mão de obra e manutenção, totalizando um investimento de R$ 13.380,00 Em um hectare são plantadas 570 arvores no espaçamento 7,0 por 2,5 m.

A produção média das mudas de seringueira e de 8 kg por ano, em um ano é produzido 4.560 kg. O preço médio estimado pago pelas industrias no quilo do látex e de R$ 3,10, totalizando um receita bruta de R$ 14.136,00. Conforme pode ser visto no gráfico abaixo, 40% da receita bruta são gastos em mão de obra e tratos culturais, restando um receita liquida por hectare de R$ 8.481,60 ao ano.

Orçamento Rápido
Formas de pagamento: MasterCard, Visa, Elo, Hiper, Hipercard, diners e depósito bancário pelo Banco do Brasil.

Ligamos para você

Economia até na hora de fazer orçamento: coloque o seu telefone e nós te ligamos gratuitamente